Deixo a vida me despedaçar em sorrisos, lágrimas, abraços, partidas, esperas, chegadas, esperanças renascidas.
Sou retalho alinhavado pela poesia.


Renata Fagundes


"... sejamos delicados e se necessário for, cruelmente delicados..." Affonso Romano de Sant'Anna









11 de fevereiro de 2011

Dando o tom










Gelatina de luz
 digeri e fiquei azul
assim
-Reduzida de cinematografia
Gelatina de movimentos.



Marina Magalhães








9 comentários:

  1. A vida tem o tom do nosso coração.

    Bjs cheios de luz!

    ResponderExcluir
  2. Ultimamente a minha gelatina ta vermelha...rs

    Beijo doce

    ResponderExcluir
  3. Ai que lindo ficar assim *.*

    Grande Beijo!

    ResponderExcluir
  4. A minha gelatina anda laranja, verde, azul, amarelo, rosa, vermelha, roxa, lilás... todas as cores... está a cor da alegria!
    beijos meus delicadeza!

    ResponderExcluir
  5. hummm... nao gosto de gelatina....rs...

    vc anda sumida do meu blog. beijos

    ResponderExcluir

Coisa boa de chamego